-->

Notícias – Agosto/2013

Morre seu Naelson, um operário de um mundo melhor

Carlos Neder*

Quem participou das lutas pela saúde na cidade de São Paulo certamente conheceu o seu Naelson. Presente em todo tipo de atividades, reuniões e manifestações, ele sempre gostava de usar a palavra para expressar sua visão sobre o momento. Valia a pena ouvir sua voz calma, paciente e reflexão lúcida. Foi do Conselho de Saúde municipal e estadual exercendo a representação de usuário com uma dedicação incansável. Orientava conselheiros mais novos, ensinava os que dele se aproximava sempre animando os que se abatiam pelo cansaço. Era também um militante do PT raro, com opinião e disposto ao diálogo. Manifestou recentemente sua alegria com a vitória da primeira mulher na presidência da República, assim como com os mandatos do presidente Lula, sempre exercendo seu direito de criticar o que precisa ser melhorado. Quem o conheceu apenas desta história não sabe que em seus 92 anos de vida Naelson Correia Guimarães traçou uma longa e valorosa trajetória de militante das causas sociais.

Nascido na cidade de Amaragy (PE), Naelson foi filho de uma família de lutadores das causas sociais que lhes deu muitos exemplos de lutas. Na juventude foi para o Ceará, onde se aproximou das causas dos trabalhadores tecelões, movimento sindical e do Partido Comunista. A militância na esquerda o levou a sacrifícios duros, envolvendo a família que com oito filhos tinha dificuldades em mantê-la e a profissão que foi mudando de acordo com as possibilidades, chegando a exercer a profissão de tipógrafo, sindicalista, mecânico e até jornalista, quando atuou em Fortaleza na “Imprensa Popular”. Junto com a família foi para o Rio de Janeiro, Angra dos Reis e São Paulo, onde permaneceu até nos deixar. Em homenagem a este lutador, o Conselho Municipal de Saúde indicou que a sua sala sede leve o nome de Naelson Correia Guimarães.

* Carlos Neder é médico, deputado estadual e militante da Saúde Pública

Homenagem da APSP a Naelson Correia Guimarães

Agenda

Congresso da APSP: início em 31 de agosto

Nos dias 31 de agosto e 1º de setembro, acontecem as atividades pré-congresso, cursos, oficinas e fóruns, com destaque para os fóruns promovidos pela APSP, ambos no domingo, um de manhã, sobre mobilização social e outro à tarde, sobre controle social. Os fóruns são abertos, não há a necessidade de inscrição no evento.

São várias atividades durante os cinco dias de Congresso, como conferências, debates, discussões temáticas e lançamentos de livros. O Congresso contará também com diversas atividades culturais e abrigará o Ato em Defesa da Saúde Pública, que acontece no dia 2, às 12h30 no Grande Auditório do Centro de Convenções Rebouças. Durante o Ato haverá uma discussão sobre o Financiamento, reiterando o apoio da APSP ao Saúde +10.

Destaque também para a oficina de graduação, promovida pelo Fórum de Formação em Saúde Pública/Coletiva da APSP, que acontece no dia 1º e para o Encontro da Reforma Sanitária: 40 anos da APSP e 35 anos da Abrasco, que acontece no dia 1º, às 14h, na sala José Maria Gomes, na FSP/IUSP. A proposta do encontro é constituir um fórum para revisitarmos os princípios da reforma sanitária e refletirmos sobre o momento atual, caminhando pelas memórias de associações de grande importância nesse processo, como a APSP e a Abrasco. Para participação nesse encontro, confirmar presença em apsp@apsp.org.br

A abertura oficial do 13º Congresso Paulista de Saúde Pública acontece no dia 1º, às 19 horas, no Centro de Convenções Rebouças, em São Paulo. A palestra Políticas da Vida e Produção do Comum…e a vida em jogo, de Peter Pál Pelbart, filósofo da PUC/SP, é aberta a todos, congressistas e não-congressistas. Após a palestra, será servido um coquetel.
As eleições para a diretoria da APSP acontecem entre 9h e 17h do dia 3, via site ou através da urna instalada no stand da APSP e a Assembléia Geral dos associados da APSP será também no dia 3, às 19h, no Auditório Vermelho do Centro de Convenções Rebouças.

O congresso, que tem como eixo central O público na Saúde Pública: a responsabilidade na produção do (bem) comum acontece entre os dias 31 de agosto e 04 de setembro, em São Paulo. O evento é realizado pela APSP em parceria com a Faculdade de Saúde Pública, Faculdade de Medicina e Escola de Enfermagem da USP e com o Instituto de Saúde da SES/SP.

Participe! Descontos para associados APSP.
Ainda não é sócio? Associe-se e renove sua associação anual.

marca_13 congresso paulista de saude publica_RGB
www.congressoapsp.com.br

Notícias

Comissão da Verdade na Saúde

Foram realizadas na APSP duas reuniões para avaliar a contribuição da saúde pública paulista com a Comissão da Verdade da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). Durante os encontros, foi iniciada a discussão para o levantamento de situações de violações de direitos durante a ditadura civil-militar na saúde. A comissão da Alesp é coordenada pelo deputado Adriano Diogo, que esteve presente ao primeiro encontro.
Na segunda reunião, foram fechados alguns encaminhamentos, como o escopo do trabalho da Comissão, envolvendo episódios ocorridos em escolas e hospitais, sobretudo no complexo HC e em hospitais psiquiátricos. “O trabalho deverá ser amplo e atento ao que está sendo feito em outras comissões, principalmente para poder subsidiar a Comissão da Verdade da Alesp e fornecer subsídios ao Cremesp e aos demais conselhos quanto a violações por ventura cometidas por seus membros”, afirma o coordenador Carlos Botazzo.
O objetivo é que se forme um coletivo com pessoas interessadas no tema e que possam ser desenvolvidas pesquisas mais aprofundadas. A próxima reunião será no dia 16 de setembro, às 19 horas, na sede da APSP.
Contamos com a sua presença!

Mudanças na SES/SP

Giovanni Guido Cerri pediu demissão ao governador Geraldo Alckmin no dia 14. David Uip, infectologista hoje no Emílio Ribas, será o novo Secretário.

Agenda estratégica da APSP

A APSP realizou duas reuniões com o objetivo de construir a agenda estratégica da entidade e ampliar a aproximação com movimentos sociais, considerando a aproximação da eleição da nova diretoria, que acontece dentro do 13º Congresso Paulista de Saúde Pública.
O processo de construção da nova chapa da APSP ocorreu de maneira coletiva e democrática. As eleições para a diretoria da APSP acontecem entre 9h e 17h do dia 3, via site ou através da urna instalada no stand da APSP e a Assembléia Geral dos associados da APSP será também no dia 3, às 19h, no Auditório Vermelho do Centro de Convenções Rebouças.

Artigos

Saúde e Sociedade: Determinantes Sociais da Saúde: reflexões a partir das raízes da “questão social”

O artigo dos autores Diego de Oliveira Souza, Sóstenes Ericson Vicente da Silva e Neuzianne de Oliveira Silva é uma pesquisa bibliográfica que tem por objetivo analisar o que vem sendo denominado de determinantes sociais da saúde (DSS).
O artigo faz uma releitura de alguns autores que tratam do assunto, a partir dos fundamentos marxistas. Os autores fazem uma contraposição à teoria dos DSS e resgatam as bases da “questão social” para demonstrar qual é a determinação
essencial da problemática da saúde. De acordo com os autores, as abordagens teóricas sobre os DSS tratam os problemas sociais como se fossem fragmentos da realidade que ganham autonomia, mas, na realidade, eles constituem “uma questão uma – a “questão social” – com sua base material (e também humano-social) imbricada no processo de trabalho tal qual ele é desenvolvido no capitalismo. Portanto, é no processo de acumulação capitalista que encontramos a determinação essencial para a problemática da saúde e, desse modo, a sua solução requer a dissolução da ordem societária burguesa”.

O artigo completo está no volume 22, número 1, da revista Saúde e Sociedade. Veja aqui o artigo na íntegra e aqui a edição completa.

No site da APSP estão todas as edições da Saúde e Sociedade.