60 anos ENSP: comemoração tem início na quarta (3/9)

Fonte: Informe ENSP

Para celebrar seu aniversário de 60 anos, a Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca contará a história e os bastidores que marcaram sua origem na década de 1950. O momento de arrancada desenvolvimentista do Brasil, determinado pela criação do BNDE, CNPq, Petrobrás e também do Ministério da Saúde, bem como as tensões políticas e a crise vivida no país – época em que foi assinada a lei que criou a ENSP, logo após o suicídio de Vargas -, pautará as mesas-redondas e palestras que serão realizadas entre os dias 3 e 5 de setembro. Com o tema Saúde, educação, ciência e cidadania: nossa luta de todo dia, a ENSP/Fiocruz convida a todos para relembrar sua trajetória e homenagear aqueles que fazem parte desse caminho. A conferência de abertura será transmitida em tempo real no link http://webconf2.rnp.br/fiocruz_gabinete.

Programação

A solenidade de abertura será no dia 3 de setembro, às 9h30, no salão internacional da ENSP. Logo em seguida, às 10h30, será exposto o primeiro painel do Seminário Nascer e crescer em tempos difíceis: a jornada da ENSP de 1954 a 1979. A atividade, coordenada pelo ex-diretor da ENSP, Luiz Fernando Ferreira, será apresentada pelo ex-aluno e ex-professor da Escola, Eduardo Costa, e debaterá o Período 1954-1969 (do suicídio de Vargas à “eleição” de Médici) – Do nascimento à violação. As palestras serão divididas em quatro momentos: O governo Vargas de 1950-1954; O ensino na década de 1960; O movimento estudantil na ENSP em 1968; e A resistência de 1964 a 1969.
Ainda no primeiro dia de celebrações, às 14 horas, o Fórum de estudantes da ENSP promove a mesa-redonda Criminalização de movimentos sociais: estado democrático de direito para quem? Mediada pelo pesquisador Paulo Roberto de Abreu Bruno, a atividade terá como debatedores os seguintes convidados: Camila Jourdan, professora da Uerj presa em 12/7/2014 e membro da Organização Anarquista Terra e Liberdade (OATL); Thiago Melo, membro do Instituto de Defensores de Direitos Humanos (DDH); Paula Máiran, presidente do Sindicato dos Jornalistas; e Monique Cruz, moradora de Manguinhos.
Na quinta-feira, dia 4 de setembro, às 9h30, o Seminário Nascer e crescer em tempos difíceis: a jornada da ENSP de 1954 a 1979 apresenta o segundo painel. Intitulado Período 1970-1979 (De Médici à anistia) – Do esvaziamento à retomada, a conferência também será apresentada por Eduardo Costa, sob coordenação do ex-diretor da ENSP, Arlindo Gómez de Sousa. A exposição também será dividida em quatro blocos. São eles: Da ENSP à Fiocruz; Os cursos descentralizados de saúde pública; O Peppe/Peses e seus desdobramentos; e O grupo de Campinas.

Às 14 horas, a pesquisadora do departamento de Administração e Planejamento em Saúde Cristiani Vieira Machado coordenará a mesa A crise do capitalismo atual sobre a saúde e o SUS, com palestra do professor da Universidade Estadual de Campinas, Eduardo Fagnani.
O terceiro e último dia de atividades (5/9) homenageará os ex-diretores da Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca. A partir das 9h30, a roda de conversa A história da ENSP contada em verso e prosa será acompanhada do lançamento do vídeoENSP: uma história de cidadania, produzido pela Coordenação de Comunicação Institucional.
Mais tarde, às 14 horas, três atividades encerrarão os três dias de comemoração dos 60 anos da Escola. No salão internacional, a palestra Desafios da gestão pública numa instituição de ensino, pesquisa e inovação em saúde pública será proferida pelo presidente do Conselho Regional de Administração do Rio de Janeiro (CRA-RJ), Wagner Siqueira. Na sala 410, no mesmo horário, haverá a exibição do filme A peleja do povo contra o dragão de ferro – Carajás 30 anos, seguida da mesaConflitos ambientais e populações atingidas pela mineração e siderurgia – Os casos de Açailândia (MA) e Santa Cruz (RJ). O evento será moderado pelo Coordenador de Serviços Ambulatoriais e Laboratoriais da ENSP, Marco Menezes, com palestras de Antonio Soffientini, da Justiça nos Trilhos; Karina Kato, do Instituto Políticas Alternativas para o Cone Sul (Pacs); e do pesquisador Marcelo Firpo, do Centro de Estudos da Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana da ENSP (Cesteh/ENSP).
No auditório da Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio ocorrerá a tradicional Formatura dos Alunos de Mestrado e Doutorado da ENSP.

A programação completa, com horários, participantes convidados e locais onde ocorrerão as atividades podem ser conferidas no site especial dos 60 anos da ENSP em www.ensp.fiocruz.br/portal-ensp/60anos. O evento é gratuito e aberto a todos os interessados.

 

Anuidade 2018

Prezadxs Associadxs,

Realize aqui o pagamento da anuidade APSP-2018, bastando clicar no link abaixo conforme o seu tipo de inscrição.
No site do Pagseguro você poderá optar pelo pagamento em cartão de crédito/débito ou boleto bancário

Sócio estudantes de Graduação – R$ 75,00 (Setenta e Cinco Reais)
https://pag.ae/bkyLMJf

Sócio efetivo (Trabalhadores e Pós-graduação) – R$ 150,00 (Cento e Cinquenta Reais)
https://pag.ae/blyLMT6

O pagamento poderá ser feito via depósito bancário na conta da Associação Paulista de Saúde Pública:

Banco do Brasil, agência 6806-3, conta corrente 3108-9. CNPJ 51.717.445/0001-28.

Favor enviar o comprovante do depósito para financeiro@apsp.org.br

Demais Duvidas:
https://apsp.org.br/associe-se
https://apsp.org.br/anuidade2018
https://apsp.org.br/contato