APSP defende novos recursos para o SUS

APSP defende novos recursos para o SUS

Todos unidos na construção de uma agenda estruturante da saúde no país, em defesa do SUS universal e igualitário!

O estrangulamento financeiro que o SUS vem enfrentando traz riscos a Saúde Pública Brasileira. Novos recursos específicos para a saúde são fundamentais. Uma contribuição SUS que taxe as grandes movimentações financeiras e seja permanente e ​interfederativa, ou seja, distribuída para todas as esferas de governo que fazem a gestão do SUS,​ é uma necessidade para o  seu ​pleno funcionamento, pra avançar no acesso e qualidade para toda a população Brasileira.

Precisamos ainda recuperar o orçamento da seguridade social que, na sua concepção inicial, viabilizaria financeiramente o SUS, o que não aconteceu até hoje! Não podemos permitir que o subfinanciamento do setor público se alie aos grandes interesses do mercado para segmentar o sistema de saúde cada vez mais e acabar com a universalidade e gratuidade do SUS.

 

Veja o documento elaborado pela Comissão de Financiamento do CNS no Congresso da ABRASCO, com a participação da APSP, que defende a imediata revisão do orçamento da saúde, a retomada da mobilização social do movimento saúde mais dez e a revisão dos subsídios públicos aos planos e seguros privados de saúde, dentre outras propostas para enfrentar o subfinanciamento e garantir a existência do SUS!