Audiência discute ameaças aos direitos sociais na atual conjuntura brasileira

direitos sociais e saúde

A Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal realiza no próximo dia 5 de julho, às 9h, a Audiência Pública “O financiamento do SUS frente aos anúncios do governo interino”. A audiência é organizada pelo projeto Direitos Sociais e Saúde: Fortalecendo a Cidadania e a Incidência Política, em parceria com o Centro Brasileiro de Estudos de Saúde (Cebes) e tem como proposta reunir redes, organizações e movimentos sociais para traçar estratégias que possam fortalecer e garantir direitos sociais estabelecidos na Constituição Federal que, na atual conjuntura, estão seriamente ameaçados. O evento acontece no Anexo II – Ala Senador Nilo Coelho, Sala 4A.

Como pontos principais serão debatidos as ameaças ao Sistema Único de Saúde (SUS) e à Seguridade e Previdência Social. Para tratar desses assuntos, foram convidados especialistas das áreas para que toda a discussão sirva de base para encaminhamentos práticos. Redução de gastos para a saúde e educação, desvinculação do salário mínimo dos benefícios previdenciários, planos de aposentadoria para 70 anos são anúncios já feitos pelo governo interino só aumentam as desigualdades sociais e atingirão, sobretudo, a população mais excluída e pobre do Brasil.

A Audiência se soma às mobilizações previstas para a semana que vem em defesa do SUS Uma delas é a II Marcha em Defesa do SUS, marcada para o dia 6 de julho, com ponto de concentração na Catedral, a partir das 9h.

Programação da Audiência:

9h às 10h – Mesa 1: Abertura e pronunciamento das autoridades e grupos presentes

Participantes: Senador Paulo Paim, Dom Leonardo Steiner, secretário geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil – CNBB; Cornelis van Stralen (Cebes/Alames); Luiz Bassegio (projeto Direitos Sociais e Saúde); Jovita Rosa e Carlos Moura (CBJP).

10h às 12h – Mesa 2: O financiamento do SUS frente aos anúncios do governo interino

Participantes: Isabela Soares (Cebes); Ligia Bahia (Abrasco); Ronald Ferreira (Conselho Nacional de Saúde); Dom Roberto Paz (Bispo Referencial da Pastoral da Saúde); vereador Pedro Tourinho; e Geniberto Paiva (CBJP).

O projeto

O projeto Direitos Sociais e Saúde: Fortalecendo a Cidadania e a Incidência Política é cofinanciado pela União Europeia e apoio da Agência Católica de Cooperação Internacional da Inglaterra e país de Gales (CAFOD). É executado pelo Programa Justiça Econômica, do qual fazem parte o Grito dos Excluídos Continental, as Pastorais Sociais da CNBB, Pastoral da Saúde e Comissão Brasileira da Justiça e da Paz (CBJP). Conta, ainda, com parceria da rede Jubileu Sul Brasil.

Assessoria de Comunicação

Rogéria Araujo – 85.99169.2566 (whatsapp) | e-mail:comunica.direitosesaude@gmail.com

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *