Coronavírus

Em tempos de internet veloz e alta difusão de notícias falsas, fica difícil filtrar quais informações são verdadeiras e quais são criadas apenas para gerar pânico e desinformação.

Aqui, tentamos selecionar as informações mais relevantes e deixamos fontes confiáveis para se aprofundar no conhecimento da doença, modos de identificação, prevenção e acompanhamento.

Os coronavírus (CoV) são uma grande família viral que causam infecções respiratórias em seres humanos e em animais. Geralmente, infecções por coronavírus causam doenças respiratórias leves a moderada, semelhantes a um resfriado comum. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31/12/19 após casos registrados na China. Provoca a doença chamada de SARS-Cov-2 (Coronavírus da Síndrome Respiratória Aguda Grave 2) ou COVID-19 (Coronavirus Disease 2019).

Sintomas
Os coronavírus humanos comuns causam infecções respiratórias brandas a moderadas de curta duração. Os sintomas podem envolver coriza, tosse, dor de garganta e febre. Esses vírus algumas vezes podem causar infecção das vias respiratórias inferiores, como pneumonia. Esse quadro é mais comum em pessoas com doenças cardiopulmonares, com sistema imunológico comprometido ou em idosos. Possui período de incubação de 2 a 14 dias e pode ser assintomática em casos mais leves.

Transmissão

A disseminação de pessoa para pessoa, ou seja, a contaminação por gotículas respiratórias ou contato, é a principal forma de transmissão do coronavírus. Qualquer pessoa que tenha contato próximo (cerca de 1m) com alguém com sintomas respiratórios está em risco de ser exposta à infecção. Dados preliminares do coronavírus sugerem que a transmissão possa ocorrer mesmo sem o aparecimento de sinais e sintomas.

Prevenção

O isolamento social é a forma mais eficaz de evitar a rápida propagação da Covid-19, doença provocada pelo vírus. As principais formas de prevenção estão reunidas abaixo, são ações simples e devem ser tomadas por todos.

Fonte: Ministério da Saúde

Onde buscar tratamento?

Caso apareçam sintomas de coronavírus, onde deve ser buscado atendimento para se realizar um diagnóstico?

É importante frisar que cada  Estado ou cidade pode ter um protocolo específico, mas no surgimento de sintomas acima descritos, os pacientes podem buscar atendimento em Unidade básica de saúde/ Unidade de saúde da família (UBS/USF), Unidade de pronto atendimento (UPA), e Emergências de hospitais públicos e privados, sendo as UBS/USF o local de atendimento prioritário e o hospital devendo ser buscado apenas nos casos graves, ou seja, por pacientes que apresentem sintomas graves como falta de ar.

 

A OMS em parceria com o Ministério da Saúde disponibilizou um curso online para profissionais da saúde e população geral interessada no tema, intitulado “Vírus respiratórios emergentes, incluindo COVID-19: métodos para detecção, prevenção, resposta e controle” como forma de disseminar conhecimento científico sobre o assunto. (Acesse aqui)

 

É importante frisar também o impacto que o novo coronavírus pode ter no SUS. O Conselho Nacional de Saúde (CNS) reivindica revogação imediata da Emenda Constitucional 95/2016, que retirou verba do Sistema Único de Saúde (SUS), congelando investimentos até 2036. A necessidade se fortalece diante dos casos do Novo Coronavírus (COVID-19) no Brasil.

 

Sistema Conselhos

Conselhos profissionais de todas as classes estão lançãndo notas ou cadernos orientando seus profissionais no manejo da pandemia pelo coronavírus, acesse algumas aqui!

Conselho Federal de Farmácia (CFF)

Conselho Federal de Psicologia (CFP)

Conselho Federal de Medicina (CFM)

Conselho Federal de Serviço Social (CFESS)

Conselho Federal de Química (CFQ)

Conselho Federal de Odontologia (CFO)

 

Outras informações relevantes

Diversas atrações culturais pelo mundo estão aderindo à campanha de isolamento social como forma de prevenção à contaminação pelo COVID-19, e criaram programações especiais ou gratuitas para os visitantes.

Devido ao fechamento de sua casa, a Philarmonie, em razão da epidemia mundial de coronavírus, a Filarmônica de Berlim decidiu combater o silêncio forçado permitindo o acesso gratuito à sua plataforma digital. Até 31 de março, o usuário poderá se registrar com o código BERLINPHIL, o que permitirá acesso gratuito a todos os concertos e documentários do arquivo por um período de 30 dias.

Em Portugal, entre terça e domingo, quase uma centena de artistas portugueses vão dar concertos online. Objetivo é sensibilizar a população para ficar em casa, numa altura em que os artistas e técnicos ficaram sem trabalho. O  “Festival Eu Fico em Casa” continua até domingo no mesmo horário e pode ser visto na página da iniciativa na rede social Instagram ou na dos respetivos artistas.

O MET de Nova Iorque oferecerá na próxima semana Ópera online gratuitamente através da sua página oficial.
Todas as noites às 19.30 hora local, uma produção diferente. Acesse aqui!

10 museus para visitar estando em casa: Tour virtual e coleções online.

1. Pinacoteca de Brera – Milão

2. Galeria Uffizi – Florença

3. Museus do Vaticano – Roma

4. Museu Arqueológico – Atenas

5. Prado – Madrid

6. Louvre – Paris

7. Museu Britânico – Londres

8. Museu Metropolitano -Nova Iorque

9. Hermitage – São Petersburgo

10. Galeria Nacional de Arte – Washington

 

Há também a opção do aplicativo do Ministério da Saúde com informações atualizadas sobre o coronavírus, disponíveis no seu celular a qualquer momento.

Portal do Ministério da Saúde sobre o coronavírus.

 

Outras matérias sobre o coronavírus

Terraplanismo epidemiológico, por Paulo Capel Narvai

Guia do isolamento domiciliar: como preparar sua casa para conviver com suspeitos de infecção por coronavírus

 

Fonte: Ministério da Saúde

apspweb

nada