Militantes da Luta Antimanicomial se manifestam e terão audiência com ministro

Militantes da Luta Antimanicomial ocuparam, na manhã dessa terça-feira, a sala da Coordenação Geral de Saúde Mental do Ministério da Saúde, em Brasília. A manifestação foi em repúdio à  troca do coordenador.

Desde que foi anunciada a troca na Coordenação da Saúde Mental, Álcool e Outras Drogas do Ministério da Saúde, aconteceram diversas manifestações no país. Os movimentos sociais avaliam que a troca acarretará um retrocesso nos direitos conquistados nos últimos anos, já que o indicado é opositor histórico do movimento antimanicomial.

À tarde, em reunião do Conselho Nacional de Saúde, questionado pelos conselheiros, o ministro da Saúde Marcelo Castro defendeu a escolha do novo coordenador e pediu voto de confiança. O ministro vai se reunir com os militantes em audiência, hoje, 15, às 20 horas.

Nota da APSP:

APSP POR UMA SOCIEDADE SEM MANICÔMIOS
A APSP se junta aos movimentos da reforma psiquiátrica e da reforma sanitária e repudia a indicação da coordenação nacional da política nacional de saúde mental, álcool e outras drogas por profissionais que não tenham compromisso com a luta antimanicomial e com a garantia dos direitos humanos e do cuidado territorial e comunitário, considerando a importância da construção da rede psicossocial para o avanço do SUS como política de estado.
Conclamamos todos para os movimentos em defesa da política nacional de saúde mental, álcool e outras drogas. Por uma sociedade sem manicômios!