Representação política e interesses particulares na saúde

Estudo dos professores Lígia Bahia (UFRJ) e Mário Scheffer (FMUSP) trata da participação das empresas de planos de saúde no financiamento de campanhas eleitorais em 2014.

Os pesquisadores apuraram que as empresas doaram R$ 54,9 milhões para as campanhas de 131 candidatos nas eleições do ano passado. A cada eleição, os planos de saúde aumentam as apostas em candidatos, das três esferas de governo, de diversos partidos.

“Além de traçar o perfil de doadores e beneficiados, o presente levantamento busca trazer elementos que possam estimular estudos futuros sobre possíveis efeitos de lobbies e interesses particulares na conformação do setor suplementar e na sustentabilidade do Sistema Único de Saúde (SUS) no Brasil”.

O estudo completo está aqui: Planos de Saúde e Eleições

Tabela estudo Mário e Lígia