3a sintonia, a vida na praça

Sabemos da dificuldade de atingir os jovens para dialogar sobre a saúde de uma perspectiva ampliada,  em especial na contemporaneidade, tempos de extrema individuação e múltipla fragmentação, processos que nos afastam dos encontros e da presença como realização da potência de vida. Para a saúde, o formato bastante normalizador e prescritivo do setor que lida mais diretamente com as vulnerabilidades da população jovem, a  Vigilância Epidemiológica, aumenta o desafio. Novamente, buscar parcerias é a saída.

Em Taubaté, o ativista cultural Bob Nascimento faz saúde em sentido ampliado toda 3a feira na praça Eletro, em Taubaté. Música, dança, grafitti, poesia, sarau, debates, exposições e oficinas, o 3a sintonia reúne centenas de jovens que se apropriam desse espaço público, nele se relacionam e interagem. A APSP-RMVale buscou aproximar esse movimento – e , no processo, Bob se descobriu um agente de saúde – da Vigilância Epidemiológica Municipal.

Se a conversa inicial pareceu estranha a ambos, no segundo encontro já se reconheciam como possíveis parceiros, ainda que sem saber ao certo por que caminhos seguir. Inovação é também essa sensação de estranhamento e incerteza. Construção é imaginação, terreno criado a cada passo dado…

3a sintonia, jovens ocupam a praça em movimento artístico e cultural. E isso é saúde!

 

,,